13 fevereiro 2015

London Calling - The Clash


The Clash é uma das minhas bandas preferidas na representação de punk rock. E hoje, como não poderia faltar, o post está totalmente dedicado á eles e um dos álbuns mais clássicos da década de 70/80.

London Calling é o terceiro disco da banda The Clash e foi lançado no ano de 1979. Confesso que o álbum, em geral, é totalmente diferente do punk que conhecemos. Ele adquire mais sonoridade instrumental e vocal, e principalmente a mudança de gêneros variados, como o jazz, reggae e um tiquinho de rockabilly. E todas as músicas têm alguma relação entre elas, que é o principal tema do álbum: o capitalismo. Isso gerou uma polêmica entre os fãs, quando o álbum foi lançado, mas hoje em dia o disco é considerado um dos clássicos.

A faixa de abertura, que também da nome ao álbum, “London Calling” começa com a distorção da guitarra, e tem o uso do verso/refrão/verso com uma melodia forte. Em seguida, temos “Brand New Cadillac”que tem a marca da versão rockabilly.

Na terceira faixa do álbum, “Jimmy Jazz”, o jazz é bem presente, com mistura de instrumentos, com solo de saxofone e guitarra. “Hateful” como o nome diz, fala sobre o sentimento de ódio, e é a música de estilo punk rock, moderado, médio. “Rudie Can’t Fail” é uma das minhas músicas preferidas do álbum, que tem a presença do reggae.

Spanish Bombs”, alguns dizem que resgata a história da Guerra Civil e a relata sobre algumas cidades onde houve batalhas sangrentas. As partes do refrão são cantadas em espanhol, o que não fez grande diferença na música para mim, mas é uma das músicas mais conhecidas do álbum.

The Right Profile” tem a base de influência do jazz, lembrando um pouco “Jimmy Jazz”, porém na sétima música do álbum a história da vez é sobre ser gay em Hollywood. Não sei se posso comprovar muito sobre isso, mas já li muita gente debater sobre essa música e o que ela passa. A próxima é “Lost In The Supermarket”, que na minha opinião é a música mais deprimente do álbum inteiro. Vai saber. E o que mais se destaca é a batida contínua.


Clampdown” mostra a repressão do capitalismo entre os trabalhadores, sobre as crianças venderem seus sonhos ao capitalismo. Não façam isso crianças, com amor The Clash. O começo tem estilo punk, com guitarras e a música é em forma de corrida-militar. Talvez?
The Guns Of Brixton” é ritmado com reggae, ao contrário de “Wrong ‘Em Boyo” que é um ska bem escalado. “Death Or Glory” é também uma das minhas músicas favoritas do álbum, e tem a base das guitarras do blues.

Koka Kola” é demais, é um eco de punk rock, e é bem dançante. Amei. “The Card Cheat” é uma dramatização bem produzida. “Lover’s Rock” é um rock suave, mas com bastante intensidade. Em “Four Hoursemen” a canção tem batida de cavalaria, e fala principalmente do consumismo.
“I’m Not Down” não é uma das minhas músicas preferidas, mas contém ritmo. “Revolution Rock” incorpora um ritmo africano. E isso nos trás a “Train In Vain” a faixa de encerramento do álbum, é uma baladinha surpreendente com origem do punk, que é tratada também como a faixa mais pop e autêntica.


Como disse antes, eu considero “London Calling” como um dos álbuns mais clássicos, ou que pelo o menos se tornou um deles ao longo do tempo. Retrata a história do capitalismo, que é bem a cara do punk rock, retratar algo político em suas canções. O álbum é bem conceitual, e ganhou muitos pontos positivos comigo. Desde a capa que, assim como o disco, foi recebida pelas críticas muito bem e até considerada a melhor foto da história do rock. Minha nota é 4/5. Espero que tenham gostado. Londres, se despede.


21 comentários:

Mari Torres disse...

Pra ser sincera não conheço o som deles, porque não curto muito bandas clássicas hahaha seja de qualquer gênero. Mas foi legal você ter compartilhado essas informações, depois vou escutar pelo menos para conhecer. Beijos!

www.entorpecendo.com

Amanda Gualberto disse...

Eu nao gosto desse tipo de musica, nem desse tipo de agressao aos instrumentos kkkk mas foi otimo saber sobre suas preferecias, boma minha, eu nao tenho vergonhad e falar é Justin Bieber e Ariana Grande .... :)

http://relaxagirls.blogspot.com.br/

karoline duarte disse...

vc acredita que eu só conhecia ele de nome, nunca tinha parado pra ouvir. mas curti mt a resenha e essa amostrinha do album que vc disponibilizou aqui tb *-* acho q vou passar a ouvir mais ele :PP

bjs
http://gipsyyy.blogspot.com.br/

Sil disse...

Gostei de saber a sua opinião, mas esse é um estilo que não gosto. Não sou muito de ouvir musica e quando ouço esse não passa nem perto hehe.

Blog Prefácio

Thaiane e Thalita disse...

Só conhecíamos a banda pelo nome, nunca ouvimos o som deles!! Vamos ouvir!!

beijos


http://www.onlyinspirations.blogspot.com.br/

Liih Ferreira disse...

Para falar a verdade não gostei muito do som deles. Clássico realmente não é meu forte.

Renato Almeida disse...

Já tinha ouvido falar neles, mas nunca parado realmente para ouvir.
Curtir o som. Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

Isabela disse...

Esse som não é bem a minha praia, mas gostei de algumas músicas. Desconhecia completamente a banda, mas embora não gostando de alguma músicas devo admitir que a banda é muito boa.

queissobela.blogspot.com

Lola-Chan ☆ disse...

Não curto muito esse tipo de musica ! Mais gostei bastante do seu blog bjss !
http://seututorialmeututorial.blogspot.com.br/

Cáah disse...

Acho que já ouvi algo com The Clash, mas nunca tchuns muito, não é muito meu estilo ayayaaahua
Acho que meu pai ouve, não sei mais aygausysaas
Eu esperava que fosse mais pesado, mas até que é bem de boinhas uahuahuaa
Gostei mais de London Calling do que Brand New Cadillac, talvez por ser mais leve.
Jimmy Jazz eu gostei mais ainda !GASYUSAAS tem uma vibe gostosa, sl
Depois, fui direito pro reggae que é uma de suas favoritas, e gostei mais também auauha
- um monte de estrelas

Juliana Rabelo disse...

Meu Deus! Não conhecia essa banda. Quer saber de uma coisa? Eu gostei dela, principalmente por causa do gênero, dos instrumentos que são usados.
Ótimo post!
Obrigada pela sua visita!

>>> http://gilustre.blogspot.com.br/

Tony Lucas disse...

Oi, Juliana! Apesar de conhecer a banda, acho que nunca ouvi nada deles! Mas vou ouvir, pode ter certeza! :) Adorei a review!

Abraço

http://tonylucasblog.blogspot.com.br

Tony Lucas disse...

Oi, Juliana! Apesar de conhecer a banda, acho que nunca ouvi nada deles! Mas vou ouvir, pode ter certeza! :) Adorei a review!

Abraço

http://tonylucasblog.blogspot.com.br

Erika Gm disse...

Super conheço a banda e gosto muito do som deles,é realmente incrível <3
Beijos
http://nadadecontodefadas.blogspot.com.br/

Vestindo Ideias disse...

Eu conheço o som deles faz um tempo e adoro <3

www.vestindoideias.com

Augusta Saraiva disse...

Oi! Não conhecia o som do The Clash porque não sou muito fã de Rock, mas gostei da letra da música "Spanish Bombs"!

Beijão, Guta! ♥
www.opinada.com

Ágata Bresil disse...

É mesmo de se concordar. É um clássico daqueles que tem que ouvir, haha. Porém, eu nunca ouvi o cd inteiro e o mais legal de tudo é que toda vez que venho aqui no seu blog, eu tenho vontade de escutar todos os álbuns , porque é muito legal o jeito como você os destrincha.

Beijos. Tudo Tem Refrão

Fernanda Zucolotto disse...

Olá! Pra falar a verdade, eu nunca tinha ouvido falar sobre eles, porém, eu acho que vai valer a pena conhecer um pouquinho mais. Achei super interessante você ter compartilhado sobre a história dos álbuns com a gente!

Beijos!
www.meianoiteequinze.com.br
www.youtube.com/ferzucolotto

Geovana Araujo disse...

Interessante esse album não conhecia ><
http://geoaraujoand.blogspot.com.br/

Liih Ferreira disse...

Ah não faz muito meu estilo musical não. Mas vou ouvir mais pra vê o que acho realmente.

Inquietudes Secretas

Liih Ferreira disse...

Ah não faz muito meu estilo musical não. Mas vou ouvir mais pra vê o que acho realmente.

Inquietudes Secretas